quarta-feira, 26 de setembro de 2012

Amanhã não vou abrir as janelas - poema

Rio Plácido - S. Quimas



Amanhã não vou abrir as janelas,
pois dentro de mim
já existem todas as paisagens.

Luz e paz.

S. Quimas

Veja também:


2 comentários:

Trindade jordão disse...

Gosto de ler blogs. Olhando minha pagina na linha do tempo parei e comecei a pensar:Sera que existe alguma coisa escrita com o título ,JANELASABERTAS,vou procurar no google. abri encontrei exatamente o que eu gostaria de ler.Fiquei parada olhando seu texto li e gostei.Parabens . Fiquei encantada ,Vou segui-lo.

S. Quimas disse...

Agradeço, Trindade Jordão. Um prazer recebê-la em meu blog. Luz e paz.